quinta-feira, 26 de agosto de 2010

liberdade de expressão

críticas neste blog não serão aceitas. faça uma crítica neste blog e você verá comigo. eu acabo com você.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

palavras inteiras

sem meias palavras. as palavras querem ser inteiras. cheias da graça e da desgraça do mundo. divinas e bestiais. caóticas. ácidas e caóticas. brutais. o balsámo. o elixir. sublimes. as palavras querem ser sem piedade. porque piedade não há.

um pouco de otimismo

estamos perdendo a todo instante. perdemos mesmo quando imaginamos ganhar. já nascemos perdendo. o mundo é uma constante perda. nada nos pertence e é melhor você se acostumar. nem mesmo o minuto seguinte é seu. nada é seu. aprenda, tudo é como se fosse a última vez. pode ser a última vez.

seja bem-vindo

você pensa que sabe alguma coisa mas você não sabe nada. absolutamente nada. você não sabe nem mesmo o que você está fazendo aqui seu miserável. pensa que a tua existência tem alguma importância? a tua existência é ridícula. simplesmente desprezível. você não vale nada. você é menos que o mosquito do cocô do cavalo do bandido daquele filme idiota de bang bang que ninguém assistiu. você é um maricas. as pessoas cagam pra você. eu cago pra você.